Algumas startups dizem que não têm estratégia, focam na execução e deixam a estratégia emergir à medida que aprendem e crescem. Não tenho certeza se acredito nelas; eu acho que elas têm uma estratégia e ou temem que alguém as roube, ou não querem ser registradas, caso tenham que mudar.

A PlanetWatchers possui uma estratégia desde o início: estamos dedicados a fornecer a Última Etapa da Análise para nossos clientes e isto significa que estamos focando como um laser (ou talvez como um feixe de radar de abertura sintética) em nossos mercados verticais principais e nos mantendo próximos do usuário final.

O que é a última etapa de análise?

Em geral, a “última etapa” é a etapa antes do usuário final do seu serviço. Em nossa cadeia de valor específica, a análise geoespacial para empresas de uso intensivo de recursos naturais, a última etapa é onde os dados se transformam em inteligência acionável e oportuna. É neste ponto que os gestores operacionais em terra (literalmente na terra que nos fornece recursos naturais) podem tomar decisões que aumentam seu rendimento ou evitam situações perigosas ou não lucrativas.

Novas empresas estão lançando mais satélites cúbicos o tempo todo e a quantidade de imagens disponíveis está crescendo exponencialmente, mas todos os satélites dos provedores estão orbitando o mesmo planeta, olhando para as mesmas coisas. Transformar os dados dos satélites em informações acionáveis ​​é o segredo, e a chave para tornar esta informação acionável é ter uma compreensão profunda de como ela será usada em terra.

Não há monopólios aqui. As empresas de análise compram imagens de diversos provedores de imagens, que vendem para muitas delas e até mesmo para usuários finais. As empresas de satélites podem ser tentadas a expandir e passar a oferecer suas próprias análises aos clientes finais, e algumas já o fazem, mas quantas delas estão preparadas para buscar equipes de operações de campo que realmente entendam seus problemas e se envolvam na validação de campo? Acredito que a colaboração entre provedores de imagens e empresas de análise ainda é necessária para fornecer a última etapa de análises aos usuários.

Acompanhamento de alterações ao longo do tempo

A detecção de alterações ao longo do tempo em fenômenos naturais dinâmicos é complexa. É por isso que é difícil descrever este algoritmo. A detecção de alterações é muito importante em indústrias de uso intensivo de recursos naturais. Por exemplo,

se um grupo de árvores for removido em algum momento, isto pode causar deslizamentos de terra mais adiante.

Para a PlanetWatchers, enviar nossos próprios satélites faz tanto sentido quanto lançar um conversível vermelho no espaço. Nosso trabalho é construir uma plataforma de monitoramento para preencher a lacuna de última etapa de análise e reformular o modo como as empresas gerenciam seus recursos naturais distribuídos geograficamente.

As implicações do foco na última etapa para uma startup de Análise

A maior implicação de pensar a última etapa é que você tem que estar perto do usuário final, além de conhecer a paisagem local. No nosso caso, literalmente. E para uma startup, isto significa que não podemos ser tudo para todos os possíveis clientes em todos os lugares de uma vez. Pelo menos não imediatamente.

Os provedores de satélites podem pensar horizontalmente: “produziremos as melhores imagens possíveis e deixaremos que os tipos de análise e clientes entendam o que isto significa para eles”, mas nós precisamos pensar verticalmente “quais são os casos de uso específicos desta indústria para análises geoespaciais?”

Então, estamos seguindo a clássica estratégia de “boliche” de uma vertical de cada vez. A primeira é a Silvicultura de |Precisão Ao operar profundamente nas verticais escolhidas e concentrar-nos em acompanhar as mudanças ao longo do tempo (em oposição à detecção e classificação de objetos), estamos nos especializando em fontes de dados e soluções específicas com maiores barreiras de entrada.

Em minha palestra na Data Space Conference deste mês, eu compartilhei os quatro fundamentos da abordagem de monitoramento da PlanetWatchers:

A PlanetWatchers é uma das poucas empresas novas financiadas que decidiram se concentrar em uma vertical desde o início e se expandir como parte da estratégia da empresa. Achei interessante ouvir de um investidor na semana passada que seu fundo se pareou com os fundos de empresas de análise de imagens que também decidiram verticalizar sua solução. Ele pensava que você deve ganhar uma vertical específica, mas algumas verticais, de acordo com sua avaliação, não são atraentes. Nossa abordagem é a de, a partir de uma vertical, empregar os casos de uso e garantir que agreguemos valor aos usuários só ajudará a empresa a crescer e expandir-se para mais verticais.

O futuro da PlanetWatchers

Ninguém pode dizer com certeza qual é a estratégia certa para uma startup de análise geoespacial – pelo menos ainda não -, mas acreditamos realmente que este é o melhor momento para estar no campo, na confluência do crescente investimento em tecnologia espacial, maturidade da computação em nuvem e interesse crescente em sustentabilidade. A PlanetWatchers se esforça para criar valor comercial para empresas de uso intensivo de recursos naturais através da criação de um novo mercado para monitoramento e análise baseados em satélite de múltiplas fontes, enquanto também melhora o mundo. Realizar a última etapa de análises para nossos clientes é uma jornada emocionante desde a baixa órbita da Terra até as folhas de uma árvore.

Postado originalmente no LinkedIn.

 

Share this post